Dra. Cristiane Pertusi Psicóloga e Coach

ARTIGOS / Comportamento

Bom humor – como manter em alta o seu

  Do ponto de vista bioquímico podemos herdar questões genéticas do funcionamento do cérebro quanto a produção de hormônios responsáveis pela regulação da estabilidade do humor. Porém todo diagnóstico precisa levar em consideração estilo de vida, história pessoal quanto aspectos psicológicos ( traumas, condições clinicas física etc) que ajudará a compreensão de porque há alteração do humor. Por que algumas pessoas estão sempre mau humoradas, mesmo que tudo esteja bem em suas vidas? Existe alguns motivos possíveis como qualidade e estilo de vida, com níveis de estresse alto até distúrbios de personalidades (doenças psiquiátricas como transtornos afetivos do humor, bipolar, distimia, transtornos ansiedade , depressão etc) Humor depende da personalidade ou é mais um estado físico? Humor é uma combinação de personalidade e estado físico, já que um estado de físico com estresse Por exemplo pode desencadear e potencializar o desenvolvimento de …

Leia mais

HandSpinner

  Pelo que parece, ele foi criado para ajudar crianças ansiosas e com TDAH, mas acabou sendo popularizado quase duas décadas depois e hoje é visto como um brinquedo “tranquilizante” e que também entretrem. Mesmo sem comprovação cientifica podemos entender que o brinquedo traz ao cérebro um ponto de foco e com isso pode trazer alivio de tensão e menos distração. – Por que ele pode ajudar? Explique. Hoje as pessoas vivem muito estressadas e o cérebro está cada vez mais agitado e exercícios que produz pontos de concentração pode servir de estímulos para algum nível de relaxamento e menor tensão. Não existe pessoa que não viva com um certo nível de tensão e pressão por isso muitos perfis pode se beneficiar “desta brincadeira”. Toda atividade lúdica já traz por si um certo relaxamento e portanto liberação de espontaneidade, que é um grande elemento na boa saúde mental. Talvez seja importante verificar o uso em crianças muito pequenas …

Leia mais

Dicas para cumprir suas metas de início de ano

  Inevitável não fazer nenhuma promessa para si mesma no começo de ano. Mas para alcançar os objetivos traçados para o novo ciclo que se inicia não adianta só pular as sete ondinhas. Veja os seis principais desejos das mulheres para 2017 e conheça dicas práticas para torná-los realidade: A chave para alcançar a boa forma é traçar metas realistas e conhecer os próprios limites. Não adianta achar que vai emagrecer 20 kg em um mês, porque isso só trará frustração.

Aliança
Descubra em que pontos da rotina dá para mexer de forma que seja possível seguir os novos hábitos. Por exemplo, se cortar de vez doces ou fazer exercícios todos os dias for muito difícil, melhor realizar as mudanças de maneira gradativa, evitando, assim, perder o foco e se desanimar. Começar um novo relacionamento É comum que mulheres à p…

Leia mais

Como ser Flex e ter saúde…

  A maneira como cada pessoa lida com as demandas do mundo moderno esta muito relacionada com as características de personalidade e emocional de cada individuo. Por exemplo, excesso de ansiedade pode deixar a pessoa acelerada e com menor foco e, portanto dissipar energia ao invés de canalizar e ter maior assertividade. Também estresse, irritabilidade, agressividade e sintomas depressivos compromete o desempenho, otimização da energia e qualidade do desempenho e organização das atividades cotidianas. Outros fatores mais endógenos com historia familiar com modelos de papeis (masculino e feminino), estilos de organização e maneira de encarar a vida pode interferir na visão positiva e, portanto saudável de enfrentar a vida. Cada vez mais sabe-se que corpo e mente são interdependentes e somente avaliando cada paciente com sua historia pessoal, seu ambiente e historia de doenças físicas consegue-se avaliar a origem e motivo dos sintomas como dores. Porém o estresse produz dent…

Leia mais

Como lidar com a ansiedade de fim de ano

  Fim de ano é uma tortura para quem sofre de ansiedade. Comprar lembrancinhas para todo mundo, deixar a casa um brinco para receber os convidados, ter pique para ir a todas as confraternizações da firma e da escola dos filhos… Essas situações trazem desconforto para as pessoas de uma forma geral, mas especialmente para quem já é tenso por natureza. A rotina alterada e a falta de planejamento transformam situações simples em desafios para o controle da ansiedade. Não é à toa que um estudo norte-americano mostrou que o nível de estresse aumenta 75% em dezembro. Saiba por que isso acontece e aprenda a não cair nessa armadilha! 9 dicas para não pirar com as loucuras dessa época Faça o bem Esta época do ano é ótima para colocar em prática alguma ação de solidariedade, como entregar presentes de Natal em alguma comunidade carente. Fazer o bem aumenta nossa satisfação pessoal e autoestima e alivia a ansiedade. 2. Planeje, mas sem excessos É possível (e muito …

Leia mais

Procrastinação: o que é e como evitar esse comportamento

  Michele tem um relatório enorme para entregar no dia seguinte. Antes de colocar a mão na massa, ela resolve assistir a só mais um tutorial de como fazer olhos esfumados no YouTube, responde às mensagens pendentes nos grupos do WhatsApp, dá uma olhadinha na timeline do Facebook e conversa com uma amiga que está em crise com o namorado. Quando se dá conta, já se passaram horas e bate desespero por causa do prazo. Identificou-se com Michele? Se a resposta é sim, você e ela fazem parte dos 95% da população que procrastinam ou deixam para depois o que poderiam (ou deveriam) fazer agora. Isto mesmo: quase todo mundo admite adiar tarefas, ainda que só de vez em quando. Nunca se procrastinou tanto como atualmente, e a culpa é das distrações modernas (sim, estamos falando de aplicativos e redes sociais) e do acúmulo de atribuições no dia a dia. Vivemos um tempo em que tudo é urgente. Exatamente por isso, é preciso ser racional e focado e aprender a escolher o que de fato …

Leia mais

Você está pronta para mudar de atitude?

  Mudar de atitude. Fazer uma mudança radical. Seguir em frente. Essas três frases são ótimas para impulsionar uma pessoa a começar uma nova história, de forma diferente e melhor. Mas nem sempre basta ouvir, ler ou falar isso, pois agir é bem mais difícil. As mudanças de atitudes proporcionam um comportamento novo, que muitas vezes causa medo ou insegurança. Isso é completamente normal. O que não pode se tornar normal é continuar na mesma situação cômoda de sempre. Para isso, quando uma pessoa é capaz de transformar um sonho, desejo ou vontade, em ação, comportamento, é um sinal de que quer mudar. Você começa a perceber mudanças e sentir-se seguro e realizado. O medo de mudar está associado ao comodismo de fazer sempre a mesma coisa e assim dar certo. É como se saísse da zona de conforto fosse prejudicar toda a sua vida. O melhor caminho é trabalhar o pensamento para dizer que quando se tem uma atitude de mudança, será pelo melhor. Para começar esse proces…

Leia mais

Saia da sua zona de conforto

  Muitas pessoas não estão satisfeitas com o relacionamento, com o emprego ou até com a própria forma física. No entanto, preferem não fazer nada para modificar, pois sentem medo do que o “novo” pode trazer. Se você está acomodada na sua zona de conforto, está na hora de mudar! É importante se arriscar em novas oportunidades, pois a vida nos impõe situações nas quais não existe escolha e precisamos, forçosamente, encarar desafios e seguir novos caminhos em nome do crescimento pessoal, carreira, filhos etc. É importante que estejamos sempre exercitando nossa capacidade de arriscar novas formas de viver e ver o mundo. Assim, treinamos o cérebro para o novo e o coração para suportar a insegurança que as mudanças trazem consigo. Nada muda se nada mudar. Parece redundante, mas é a pura verdade. Sendo assim, se o medo de errar for maior que o desejo da conquista, você não ousa e não erra, mas também não acerta e deixa muitas vezes de alcançar a sua verdadeira …

Leia mais

Leve a vida mais leve

  Todas as pessoas querem levar uma vida mais leve. No entanto, devido a hábitos e escolhas que se tornaram comuns no nosso dia a dia, não estamos acostumados a nos sentir bem por muito tempo. E, muitas vezes, quando isso acontece, podemos ser surpreendidos por um sentimento de culpa. É difícil viver com leveza porque, por incrível que pareça, nos sentimos mais fortes e seguros quando temos com o que nos preocupar, questões a solucionar e problemas que precisam de nós para serem resolvidos. Para espantar esse sentimento e aprender que é muito melhor viver com menos estresse e preocupações e com mais momentos alegres e otimismo, vamos ensinar atitudes para que a leitora viva uma vida mais leve e feliz. A maneira como cada pessoa lida com as demandas do mundo moderno está muito relacionado com as características de personalidade e emocionais de cada indivíduo. Por exemplo excesso de ansiedade pode deixar a pessoa acelerada e com menor foco e portanto dissipar energia ao inv…

Leia mais

Medo ou fobia

  Medo é uma emoção presente na dinâmica psíquica de todos os indivíduos saudáveis e que num nível razoável serve como um instinto de sobrevivência que protege o indivíduo de situações reais e possíveis de trazer dano concreto. Quando esse medo transcende uma ameaça concreta e passa para um medo sem controle e que traz prejuízos exacerbados a vida psíquica e social do indivíduo se transforma em uma FOBIA. A fobia faz parte do grupo do transtorno de ansiedade com maior prevalência entre os transtornos psíquicos/mentais. Geralmente para evitar a intensa ansiedade gerada pela situação temida, as pessoas com o diagnóstico de fobias restringem suas vidas de modo a evitar a situação em que são fóbicos. Segundo o código de doença DSM-IV estão divididas em três categorias: Acarofobia: medo de ficar preso num local ou situação em que fuga seria muito difícil ou embaraçosa. Fobia social: envolve vários tipos de medos como exposição em público diante de ou…

Leia mais

Controle seu mau humor

  O problema é quando as alterações deste estado são constantes e acabam prejudicando o cotidiano e a vida. Quem nunca teve seu dia de mau humor, ou mesmo crises eventuais? O problema é quando as alterações deste estado são constantes e acabam prejudicando o cotidiano e a vida. Mudanças frequentes podem indicar questões emocionais como depressão, ansiedade ou outros transtornos. Características de personalidade e história de vida influenciam, além de substâncias cerebrais que regulam este setor. Se você é apenas um mal-humorado eventual, talvez se surpreenda com esta informação: quando o quadro é permanente, vira doença, com nome e tudo? distimia. Reconhecida pela medicina nos anos 1980, significa uma forma crônica de depressão, só que com sintomas mais leves. Enquanto o indivíduo com depressão grave fica paralisado, quem tem distimia continua tocando a vida, mas está sempre reclamando. Só enxerga o lado derrotista de tudo e não sente prazer em nada. A dif…

Leia mais

Os opostos se atraem, mas como lidar com as diferenças no dia a dia

  As características individuais e história de vida são parte fundamental para que um relacionamento sobreviva ao tempo e as crises. Grau de maturidade psíquica (capacidade de tolerar diferenças, frustrações, carências etc.) são de grande importância para que o casal e cada cônjuge supere momentos de estresse na relação. As escolhas de parceiros se baseia em motivos conscientes (como admirar certos tipos de perfis, comportamentos, estilo de vida, gostos, hobbies etc.) mas também inconscientes como questões ligadas a modelos de relacionamentos vivenciados em família de origem de cada um, conflitos com figuras femininas e masculinas (figuras parentais) e mesmo questões de carências afetivas e personalidades. As relações mais simbióticas ou mais maduras (onde ambos podem e conseguem ser indivíduos e casal) pode levar ao estabelecimento de vínculos complementares saudáveis ou mesmo mais conflituosos. É provável que vínculos semelhantes possa evidenciar relações…

Leia mais

Como lidar com o luto

  O luto é um processo complexo onde o período mais difícil e o primeiro ano. Nesse período as pessoas enlutadas podem sentir emboces diversas que oscilam como tristeza, angustia, medo, abandono entre outras manifestações físicas de doenças psicossomáticas (problemas estomago, alergias, inflações e até câncer). Os momentos iniciais da perda são bastante difícil em especial se for uma perda inesperada (repentina) o choque da perda pode trazer emoções fortes que faz o processo de luto ser vivenciado com um trauma (susto) onde a pessoa pode ter sintomas semelhantes a Transtorno de Estresse Pós Traumático (níveis de ansiedade alto com manifestações físicas e psíquicas que traz a pessoa sensações de perigo e ameaça eminente como se o evento estivesse acabado de ocorrer). É importante que a pessoa busque apoio da sua rede social (família e amigos) tanto para poder apoiar –se emocionalmente e mesmo de maneira objetiva com apoio na rotina do cotidiano. É importa…

Leia mais

Dicas para vencer a insegurança e construir uma autoimagem positiva

  Há algumas pessoas que parecem estar permanentemente andando na corda bamba, tal a insegurança que permeia seus passos no dia a dia. O ruim é que, muitas vezes, tal sentimento não só gera um desconforto diário como atrasa, inviabiliza ou impede muitas realizações. Então, se você já se sentiu assim, ‘prejudicado’ por sua falta de confiança, está na hora de pensar sobre o assunto para mudar. E adivinha por onde começar? Sim, pelo início de tudo, os primeiros anos de vida. A capacidade do indivíduo de acreditar ou não em si mesmo depende de sua história. Os relacionamentos na infância com os pais ou cuidadores são fundamentais no desenvolvimento do self – o eu, a autoimagem. Pergunta básica: eu gosto de mim? A construção de uma autoimagem positiva depende, então, da maneira como experimentamos nossas relações afetivas e, também, de fatores sociais e relacionais que o meio externo propicia para a qualidade dessas vivências. A maior ou menor insegurança…

Leia mais

Ainda dá tempo! Dicas para cumprir suas metas ainda esse ano

  Quando uma meta é estipulada, junto a ela vem uma série de empecilhos que levam a pessoa a desistir e a se sentir frustrada. Como o indivíduo não gosta do sentimento de frustração, passa a não acreditar verdadeiramente em seus objetivos e o cérebro acaba generalizando esse comportamento para outras áreas da vida. A partir deste ponto, muitas vezes nos sentimos desestimulados e desencorajados a tomar qualquer atitude de mudança porque existe o medo de não dar certo e de não conseguirmos fazer essa tarefa de forma perfeita. Mas esse círculo vicioso pode ser interrompido a qualquer instante e transformado em um impulso positivo para seguir na direção de uma vida com mais prazer e menos dor. Por isso a importância de exercitar sua mente a pensar e visualizar coisas positivas são imprescindíveis para que ela se acostume e possa dar valor às situações boas e prazerosas da vida. Dessa maneira, estimular seu cérebro frente à experiência confortável, boa e satisfatór…

Leia mais

Fome emocional

  É a fome que não tem ligação com a sustentação da vida. Implica em comer “apenas por que a comida está lá”; “porque alguém se preocupou em prepará-la”; “porque paguei pela comida”, “porque tenho pena de jogar fora”; “porque me sinto ansioso”; “porque estou triste, frustrado, feliz, etc…”. Por fim, a fome emocional é a que nos faz comer mais e mais, apesar de já estarmos satisfeitos ou até passando mal. É ela que nos faz engordar. Para ajudar no emagrecimento é essencial aprender a reconhecer a diferença entre fome física e fome psicológica, e passar a comer apenas pela fome do estômago. Geralmente as pessoas compulsivas alimentares comem pela fome emocional e por isso engordam. Se sua mão, ou sua mente, movem-se em busca de comida quando você não está com fome, você é considerado uma pessoa compulsiva alimentar. Para curar seu problema alimentar e emagrecer, é preciso que você restabeleça a ligação entre o alimento e a fome físi…

Leia mais

Ansiedade

  A ansiedade faz parte das emoções humanas que estão presentes na interação dos indivíduos com seu ambiente, e a maneira como ela se manifesta pode ser ‘natural’ ou seja, como um estimulo natural que impulsiona as pessoas agirem em seu cotidiano diante dos eventos e demandas diárias. Porém pode também se manifestar como uma emoção forte que causa doenças, sob a forma de estresse ou como um distúrbio psiquiátrico. Questões clínicas , a epidemiológicas, psicológicas e biológicas da ansiedade podem torná-la uma doença, uma patologia. Muito comum na modernidade a ansiedade tem estado presente como uma patologia do século justamente pelo estilo de vida e questões fisiológicas. Ansiedade é um sentimento vago e desagradável de medo, apreensão, caracterizado por tensão ou desconforto derivado de antecipação de perigo, de algo desconhecido ou estranho. Em crianças durante o seu desenvolvimento emocional vai influenciar os medos e as preocupações tanto as n…

Leia mais

Equilíbrio Emocional

  Para conseguir alcançar o desejado equilíbrio emocional o individuo passa por um trabalho intenso, que exige dedicação e força de vontade. Sentimentos negativos precisam ser trabalhados e re-significados, negar sensações ruins pouco ajuda. A maturidade emocional vai propiciar ao individuo, uma atmosfera de equilíbrio, paz interior e sabedoria, e esta busca se dá dia a dia. A maturidade emocional permite a pessoa se olhar e aceitar-se como sendo fragmentado e imperfeito, porém tendo a dimensão de sua capacidade e qualidade de ultrapassar as barreiras emocionais para que possa alcançar sua maior completude. Não se pode negar o EU o tempo todo, pois ele está ai e se reflete em cada gesto, comportamento e atitudes. Mas, ao se olhar, se perceber e se aceitar imperfeito o homem terá a oportunidade de reorganizar essa “máquina” tão extraordinária que é o seu psiquismo, e integrá-la ao seu corpo. Sabendo que, os conflitos sempre irão existir e é perfeitamente saudá…

Leia mais

Dicas para reanimar o relacionamento – Como se fosse a primeira vez

  Infelizmente vivemos em um mundo da cultura dos ‘descartáveis’ e por isso só já seria suficiente as pessoas não terem tolerância a lidar com frustrações, com dificuldades e isto pode levar a deixar investir em relacionamentos ‘ditos garantidos’. Erro fatal pois em uma relação é necessário constante investimento emocional, físico e temporal. No entanto o cair na rotina é comum pelo fato do casal deixar de investir uma energia suficiente na relação, acomodar-se e achar que a relação está garantida “eternamente”. O cuidado com o outro fica de lado e as vezes o próprio investimento em si para se tornar interessante ao parceiro pode ser um fator desmotivador para o relacionamento. As borboletas no estômago não duram para sempre, boa parte da história de amor vira rotina, o sexo dá uma esfriada, as brigas existem… E no meio de tantas contas para pagar, noites de sábado no sofá e sessões de sexo com hora marcada é inevitável se perguntar: será que a…

Leia mais

Otimismo leva à leveza e à autoestima

  É fato, no senso comum, que há pessoas otimistas e pessimistas, avaliadas assim a partir do comportamento que apresentam. No primeiro caso, eles são mais positivos e esperançosos; no segundo, negativos e pautados pelo desânimo. No âmbito da psicologia, tais características têm relação com a capacidade de lidar com os instintos de vida e de morte presentes na psique humana. Segundo a teoria psicanalítica, o homem carrega, dentro de sua estrutura emocional, estas duas forças – pulsões ou instintos –, havendo uma ambivalência nas dobradinhas alegria e tristeza, amor e ódio, afeto e agressividade. Então, na perspectiva clínica, o otimista teria maior predominância de instintos de vida e o pessimista de instintos de morte. Ambos ficam fora do campo da consciência em um primeiro momento, e são estimulados de acordo com as questões culturais, sociais e familiares. Além dos pulsões de vida e de morte, há que se considerar outros fatores, como os fisiológicos: os…

Leia mais

As armadilhas do ego

  O ego inflado pode nos cegar para diversas oportunidades de desenvolvimento – mas a falta dele também não contribui para o sucesso profissional e pessoal. O segredo é administrá-lo em doses saudáveis A palavra “ego” vem do latim e significa “eu, eu mesmo”. Na dose certa, ele é uma fonte saudável de confiança. Mas é só errar na mão para o ego nos aprisionar em pensamentos arriscados: em escassez, provoca insegurança e medo; em exagero, nos fornece uma quantidade excessiva de confiança e a ilusão de que somos melhores do que realmente somos. A percepção que temos de nós mesmos não é real. As pessoas tendem a achar que são muito boas ou muito ruins. E, na verdade, nós somos bons e ruins ao mesmo tempo, já que temos pontos fortes e pontos fracos. Ou seja, o ego é parte de nós, mas não nos define de uma maneira autêntica. Acontece que a nossa consciência não sabe disso e o que você acha que é a sua maior qualidade pode ser, para os outros, um grand…

Leia mais

Gerenciamento de tempo e vida pessoal

  Como gerenciar o tempo e dar prioridade a determinados objetivos para não perder momentos importantes da vida. Talvez o maior problema da mulher moderna, que tem a maior parte de seu tempo dedicada ao seu trabalho, seja conciliar o trabalho e a família – sua vida pessoal. A gestora, então, encontra uma dificuldade ainda maior, já que suas responsabilidades também são maiores na empresa. Para conseguir viver normalmente, continuando a ser uma boa profissional e ter tempo para filhos, casa, etc, é preciso disciplina e o que muitas delas ainda têm dificuldade fazer: gerenciamento de tempo. A chave para conseguir fazer um gerenciamento de tempo é saber dar prioridades, para conseguir delegar o que for preciso a fim de ter tempo para coisas mais importantes. Os maiores desafios para a mulher são poder compreender a demanda do dia a dia com uma dose de racionalidade, para não perder o foco, e com certo grau de emocionalidade, ternura e feminilidade, para saber conduzir com um…

Leia mais

Dicas para melhorar a comunicação e evitar riscos de ser mal interpretado

  Entre o que um fala e o que o outro entende podem existir milhares de interpretações. Ainda que o risco de ser mal interpretado paire no ar – mesmo com as melhores intenções – vale a pena fazer um esforço extra para que a comunicação seja eficiente. Veja o que vale e o que não vale fazer na hora de comunicar. 1 – Pode e deve! – Definir bem o que pretende dizer e o que espera que o outro entenda a partir disso. Só um lembrete: indiretas são sempre perigosas em qualquer situação. Essa história de dizer que é problema do outro, que foi ele quem não entendeu, é muito reducionista. – Conhecer seu interlocutor. A verdadeira assertividade não é ir direto ao ponto sempre, mas perceber o estilo do outro e falar de acordo com ele. Por exemplo, com uma pessoa objetiva e que não gosta de rodeios, você tem que ser objetivo para que ela compreenda e sinta empatia. – Na dúvida, formalidade e educação sempre! Em um primeiro contato, principalmente no ambie…

Leia mais

Vença a insegurança e construa uma autoimagem positiva

  Há algumas pessoas que parecem estar permanentemente andando na corda bamba, tal a insegurança que permeia seus passos no dia a dia. O ruim é que, muitas vezes, tal sentimento não só gera um desconforto diário como atrasa, inviabiliza ou impede muitas realizações. Então, se você já se sentiu assim, ‘prejudicado’ por sua falta de confiança, está na hora de pensar sobre o assunto para mudar. E adivinha por onde começar? Sim, pelo início de tudo, os primeiros anos de vida. A capacidade do indivíduo de acreditar ou não em si mesmo depende de sua história. Os relacionamentos na infância com os pais ou cuidadores são fundamentais no desenvolvimento do self – o eu, a autoimagem. Pergunta básica: eu gosto de mim? A construção de uma autoimagem positiva depende, então, da maneira como experimentamos nossas relações afetivas e, também, de fatores sociais e relacionais que o meio externo propicia para a qualidade dessas vivências. A maior ou menor insegurança…

Leia mais

Como está sua saúde financeira?

  Saúde financeira geralmente é fruto de um processo de organização e planejamento que busca equilibrar recebimentos e gastos, lidar com gastos e demandas financeiras não previstas, conseguir manter mensalmente (semestral ou anual) uma retirada para poupar e investir, e a médio e longo prazo conseguir obter uma reserva (economia) que trará estabilidade constante durante os anos. Muitas vezes o tipo de trabalho (características da carreira), o tipo de recebimento (quinzenal, mensal etc) pode trazer alguns empecilhos para tal organização e planejamento. Portanto é importante um check-list mensal sobre gastos e ajustes para poder conseguir realizar alguma economia. É bom observar se existe mensalmente gastos que não estão conseguindo ser pagos em que itens supérfluos estão sendo gastos (café, compras de roupas, sapatos, livros etc) e o que no dia-a-dia pode ser economizado. Avalie seus recebimentos e gastos se há muita discrepância e no final do mês sempre estas no neg…

Leia mais

Como se comportar em uma entrevista de emprego?

  Como se comportar em uma entrevista de emprego? O primeiro fato é saber que você deve impressionar e ser lembrado positivamente pelas suas competências profissionais e não pela sua vestimenta. Logo, a palavra de ordem é SEJA MODERADO, DISCRETO E ELEGANTE AO VESTIR-SE!! Procure conhecer o perfil da empresa, entre no site ou converse com algum profissional que conhece a empresa. Sempre estar adequado ao ambiente da empresa é a postura mais correta. Para homens é preciso estar atento ao cargo e perfil da vaga, caso a vaga exija ternos, use modelos clássicos, lisos, camisas claras e gravatas discretas. Caso não seja necessário o uso de roupa social use camisa social de manga longa de cor clara e calça social. Use sempre um sapato engraxado. O currículo pode ser levado em uma pasta nova e discreta. Cabelos e barba devem estar aparados. As mulheres também devem vestir-se de maneira mais social e discreta, sempre com cores neutras , como uma camisa branca e calça e sapat…

Leia mais

Excesso de conectividade

  O Mundo da tecnologia traz benefícios como maior acesso a informação e maior agilidade e rapidez na comunicação, porém quando vira o principal e único foco pode trazer prejuízos sociais como afastamento das interações sociais e reais, menor tolerância à realidade e frustração com os aspectos positivos e negativos do cotidiano. Uma falsa sensação de que o mundo está ao nosso “controle” em um simples click do mouse. O isolamento afetivo pode se exacerbar em pessoas que já têm tendência a timidez e insegurança. Assim como irritabilidade em pessoas que querem agilidade em todos os aspectos de sua vida assim como pessoas que querem ter o controle de tudo e de todos. O hábito constante de conectar-se virtualmente em excesso…ou seja passa a ser um vício que pode trazer afastamento afetivo do mundo real, desenvolve padrões de comportamento de adição (comportamentos repetitivos) que quando impossibilitado de usar gera na pessoa “síndrome de abstinência” co…

Leia mais

Emoções que engordam ou emagrecem

  Ansiedade, Tristeza, Raiva, angústia, excesso de frustração são algumas das emoções que pode dificultar seguir uma dieta. Também questões que envolve auto-estima, em especial baixa estima, devem ser abordados em tratamentos especializados psicoterápicos, somente assim terão resultados benéficos a médio e longo prazo as dietas.. Porém vale a dica de manter-se em constante contato com suas emoções, com boa capacidade de auto-cuidado, olhar-se e procurar sentir-se bem com seus hábitos, relações afetivas, suas necessidades e tudo que possa gerar maior sensação de bem-estar. Muitas teorias da Psicologia explicam a associação entre afeto e comida portanto os hábitos alimentares podem traduzir muito de como anda o emocional da pessoa. É através da ansiedade, angustia e frustrações que a pessoa sente-se emocionalmente mais vulnerável a querer-se nutrir seus afetos através do comer. As pessoas mais emocionais tendem a ter esse comportamento com mais regularidade,…

Leia mais

Cuide de si mesma…

  Cuidar de si mesma precisa estar entre as coisas mais importantes, pois além da autoestima, o cuidado faz com que nossa vida seja melhor aproveitada. Esses cuidados precisam ser desde cedo, toda a personalidade é formada até aproximadamente os 5 e 7 anos, a partir principalmente de como as outras pessoas nos tratam. Por isso que damos tanta importância à infância. Nos primeiros anos de vida, a presença de figuras parentais (pai e mãe) é essencial na formação não só da autoestima, mas de todos os sentimentos que transmitam segurança, confiança e amor. Acredito que a autoestima juntamente com o amor-próprio é a base para o ser humano. É a cura para todas as dificuldades, sofrimentos e vou mais longe, é a cura para todas as doenças (origem emocional) e relações destrutivas. As pessoas estão emocionalmente doentes, o remédio é um só: amor, principalmente, por si mesma. A busca pela autoimagem perfeita vem de questões de personalidade (individual) mas também soc…

Leia mais

Crise dos 40

  Muitos podem ser os motivos para que esse período seja de reavaliação da vida e das escolhas, e vai depender do curso que toma a vida e de quanto a pessoa está se sentindo realizada ou frustrada com o rumo que sua vida está seguindo. Momentos de reavaliação e redirecionamento são importantes, a maneira de colocar em prática vai depender da personalidade e história de vida de cada um. Muitas vezes as pessoas deixam coisas e situações, relacionamentos mal resolvidos por anos e somente em momento onde sentem-se mais seguras conseguem romper. Melhor investimento para passar pelas fases da vida com maior tranquilidade sem grande rupturas e traumas para si e para seus relacionamentos é investir em autoconhecimento ( Psicoterapia, Coaching, etc) em se compreender entender seus desejos, sua história, suas escolhas e no decorrer de sua vida buscar ir equilibrando escolhas e mudanças gradualmente sem necessitar deixar sentir-se em seu limite para tomar uma decisão drástica. Mu…

Leia mais

Ambição, mocinha ou vilã?

  Se usada corretamente, a palavra ambição significa criar seu próprio caminho na vida. É simplesmente você saber o que quer e tentar chegar lá. Assim, não é uma neurose obsessiva, ganância exagerada ou o desejo de subir na vida pisando nos outros. Quando um desejo humano se transforma em obsessão, perde o controle e passa a dominar a pessoa, tornando-se seu foco principal. As pessoas ambiciosas são as que fazem o mundo girar. São as que apresentam projetos, abrem empresas, sonham e colocam em ação. Enfim, assumem riscos. Preferem a tristeza da derrota à vergonha de não ter lutado. Embora nem todos os ambiciosos consigam o que querem, muitos deles (e delas) conseguem bem mais do que conseguiriam se ficassem acomodados. E talvez assim a ambição tenha se tornada negativa, na visão de algumas pessoas, simplesmente por inveja. Se essas pessoas entendessem que ambição é muito mais do que falar de dinheiro – é falar de destino – provavelmente melhorariam muito sua …

Leia mais